Logo Emagrecer com vida e saude

Erva-do-sapo: extermina o colesterol ruim, limpa o intestino e os pulmões

erva-do-sapo
Compartilhe esse post:
Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em pinterest
Compartilhar em whatsapp

Certamente você já deve ter ouvido falar de uma planta medicinal que se chama erva-do-sapo, originário do México. Essa planta, é riquíssima em benefícios para a saúde. Utilizada desde a antiguidade até os dias de hoje, ela melhora a saúde de forma importante e dela é feito remédio natural para emagrecer, diminuir o colesterol, desintoxicar o fígado, desinflamar o intestino, a vesícula e tantos outros problemas de saúde. Na região do México, Equador, Chile, essa planta, va popularmente utilizada pelas pessoas.

Leia também >> Nem colesterol e pressão alta, tudo isso para viver melhor, não ignore

Leia também >> Colesterol: 12 alimentos proibidos, isso para manter o corpo saudável

Para que serve a erva-do-sapo

A saber, a erva-do-sapo ou erva-de-sapo, é uma planta silvestre do México. Bem como, utilizada desde a antiguidade pelos indígenas da região, como remédio natural para tratar várias doenças, especialmente problemas de rins e gastrointestinais. Há décadas, diferentes grupos de investigadores estiveram estudando a erva-do-sapo, encontrando nela inúmeras propriedades medicinais, o que explica o seu uso e frequente procura pela planta.

A erva-do-sapo, amplamente utilizada para tratar problemas renais e desconfortos urinários. Outros usos incluem benefícios na cura, tosse e asma e redução dos níveis de colesterol. Como citado anteriormente, ela também atua desinflamando o intestino e o estomago. Além disso, está planta está associada a remédios tradicionais contra diarreias e desconfortos gastrointestinais, febres, inflamações causadas por traumas, tratamento da gonorreia e combate às cólicas menstruais. Contudo, as folhas e raízes da planta quando jovem, utilizadas para temperar e acompanhar saladas e outras preparações culinárias.


Combate o excesso de colesterol

A espécie de erva-sapo que apresenta qualidades para reduzir os níveis de colesterol é E. heterophyllum. Essa planta tem a propriedade de dissolver o colesterol “ruim” das artérias, além de reduzir os níveis de triglicerídeos em geral. Isso porque, ela atua limpando as artérias e derretendo a gordura acumulada nas paredes.

Erva do Sapo

Combate distúrbios urinários

As infecções urinárias são combatidas com o consumo da infusão preparada com as folhas da erva-do-sapo. Isso porque, além de atribuir propriedades antibacterianas, também se mostra um diurético eficaz. A saber, a infusão, vá administrada quando há problemas de fígado e em alguns locais, utilizada como tônico.

Tratamento para tosse

Para combater a tosse, recomenda-se consumir a infusão da planta inteira combinada com o capim-gambá. Esta preparação, vá usada para tratar outras doenças pulmonares e respiratórias, como a asma. Excelente para limpar os brônquios e acalmar a bronquite. Outrossim, atua na limpeza do catarro acumulado no pulmão, prevenindo assim a pneumonia.

Rim e vesícula biliar

Rins e cálculos biliares (da vesícula biliar) trata-se comumente com erva-sapo. Isso porque, acredita-se que essa planta seja capaz de dissolver cristais formados pelo excesso de solutos nesses órgãos. Basta consumir a infusão feita com a planta por um dois os três dias e em pouco tempo, os cristais expele-se os cristais através da urina.

Afrodisíaco

As preparações feitas a partir da raiz do capim-sapo são utilizadas como afrodisíaco, devido à sua ação diurética e vasodilatadora. Essas mesmas qualidades fazem com que esta erva seja usada para causar contrações uterinas, e às vezes é usada para acelerar o trabalho de parto nas mulheres.


Atividade antimicrobiana e Anti-inflamatório

Os óleos essenciais extraídos do capim-sapo possuem atividade antimicrobiana e antibacteriana, sendo utilizados como antissépticos para limpar feridas e combater doenças orais e oculares. Outrossim, acredita-se que os componentes fito químicos dessa planta combatam a inflamação. Razão pela qual utiliza-se para combater o inchaço causado por traumas ou para combater a dor e a inflamações internas.

Preparação

O sapo, va comumente consumido em infusão. Dependendo da doença que se deseja tratar com esta planta, o seu preparo pode variar, podendo também ser combinada com outras plantas medicinais. Em geral, prepara-se a infusão adicionando-se toda a planta (folhas, flores e caule se houver) ou apenas algumas de suas partes em água fervente, deixando cozinhar entre 30 a 60 minutos. O ideal é comprar a planta desidratada em lojas de produtos naturais, ou então em feiras, onde tem aquelas barracas de plantas medicinais.

Uso da infusão

A saber, prepara-se a infusão da planta inteira, ou ainda, acompanhada de outras espécies medicinais, bem como, com suco de limão. Isso no caso para o tratamento de doenças renais e hepáticas, e deve ser ingerindo o preparado todos os dias. Outrossim, pode-se consumir a mesma infusão para combater tosses, diminuir colesterol e outros. O extrato da planta, por exemplo, aplica-se em inflamações externas e a água do cozimento aplica-se nas áreas doloridas e coberta com um pano. Isso é feito por vários dias até que a inflamação ou ferida, seja completamente cicatrizada

Bem como, cozinha-se a raiz e transforma-se em suco ou decocção para usar como afrodisíaco para causar contrações uterinas. Além disso, as raízes podem ser torradas e adoçadas para serem consumidas como petisco. A infusão das folhas, va ingerida três vezes ao dia, a cada refeição, para combater o colesterol alto.

Importante não utilizar a planta sem orientação médica. Estudos demonstram que não existem contraindicação. Todavia, mulheres gestantes ou em período de amamentação, não devem consumir a infusão feita da planta. Não é possívem consumir a infusão por um longo período, o ideal é apenas 10 dias. Lembramos que o nosso espaço, nossas dicas e conselhos, não substituem o papel do médico, ou seja, são meramente de caráter informativo.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!