Uma crise de enxaqueca pode durar até 72h – como prevenir e aliviar a dor


Certamente o leitor já passou por isso, se não, alguém na sua família provavelmente sofre de enxaqueca. Quando as crises chegam, aparecem do nada e duram até 72 horas. O contexto é sofrido, porque começa devagar com uma dor que lateja e vai aumentando. Bem como, pode provocar vomito, diarreia e deixar a pessoa na cama.

A saber a enxaqueca é um tipo de cefaleia. Em palavras simples é uma dor de cabeça intensa. Diferente da dor de cabeça comum, a enxaqueca é intensa e demora dias para passar. Entretanto, é uma doença primaria que pode ser tratada e inclusive controlado e prevenida por meio de uma alimentação saudável.

O diagnóstico da enxaqueca nem sempre é fácil. Porque infelizmente inúmeros fatores interferem quando uma crise é desencadeada. São vários os motivos que podem provocar as crises. Isso vai desde o estresse emocional, má alimentação. Bem como,  tensão pré menstrual, ansiedade, depressão entre tantos outros fatores que interferem diretamente ou indiretamente.

Quais os sintomas da enxaqueca

  • Fortes dores na cabeça, como se sentisse latejar a fonte.
  • Náuseas e vomito, em alguns casos ocorre a diarreia, uma espécie de crise do organismo por conta das fortes dores.
  • Sensibilidade excessiva a luz do dia, raios solares e ruídos.
  • Em alguns casos, podem existir também sintomas neurológicos, denominados de “aura”, que incluem visão deturpada, dormência, falta de força de um lado do corpo, distúrbios de memória e desorientação.

Podemos prevenir as crises de enxaqueca adotando determinados cuidados. Como por exemplo, melhorar a dieta alimentar. Isso porque, os alimentos industrializados, ricos em gordura saturada, corantes, conservantes e químicas, são uma das causas. Todas essas substâncias não saudáveis, são corresponsáveis pelas crises de enxaqueca.

Principalmente se uma pessoa for sensível a determinados alimentos. Bem como, alérgica a corantes. Bom gente, a alimentação industrializada é lixo! Talvez seja forte dizer isso, mas não tem nada de nutrientes, vitaminas e minerais. Portanto, não é difícil concluir que uma alimentação saudável, melhore a qualidade de vida e previna crises de enxaqueca.


enxaqueca

Dormir bem e fazer atividade fisica

O estresse é outro fator determinante nas crises de enxaqueca. Pessoas que dormem pouco e mal, ficam estressadas e consequentemente mais expostas as crises de enxaquecas.

O ideal é procurar um local escuro para que o corpo relaxe e ajude a atenuar as dores com a redução do estresse. Esse descanso vai interromper as ações do cérebro que desencadeiam as dores e proporcionar alívio.

Outrossim, é importante ter uma rotina para dormir. Por exemplo, um horário para deitar e um horário para se levantar. A rotina também reduz a possibilidade de crise de enxaqueca.

Se acontecer de você estiver passando por uma crise forte, evite lugares barulhentos. Bem como, de preferência para o conforto da sua casa e do seu quarto. Se possível, coloque uma música de fundo, bem baixinho, bem relaxante. Pode ser apenas um fundo com barulho e água.

A caminhada moderada, aquela tranquila, é excelente para prevenir crises de enxaqueca. Bem como, toda atividade suave, onde o batimento cardíaco desacelere. Meditar, ler, fazer yoga, caminhar no parque. Outrossim, coisas simples que melhoram a qualidade de vida e como decorrência previnem as crises de enxaqueca.


Algumas pessoas recorrem a acupuntura. Estudos demonstram que esse tipo de tratamento alternativo funciona muito bem na prevenção e controle das crises de enxaqueca. Todavia, o aspecto positivo da  terapia, é o fato de não ser a base de medicamentos e nem possui efeitos colaterais.

crises de enxaqueca

Tratamentos

No controle e tratamento da enxaqueca, temos algumas alternativas. A primeira é a aquela preventiva como citamos. OU seja, dieta alimentar saudável, viver melhor, aumentar a qualidade de vida. A segunda é recorrer aos remédios sintéticos e químicos. Aqueles da farmácia tradicional. Por fim, temos a possibilidade da acupuntura como terapia alternativa.

Fazer a reposição das vitaminas do complexo B, também ajuda muito na prevenção e no controle das crises. Principalmente a vitamina B2. A suplementação com magnésio também é uma alternativa a ser presa em consideração. Ademais, o magnésio faz bem para todo o organismo e atua na prevenção de doenças, além de melhorar a saúde dos ossos.

Evitar bebida alcoólicas, ter relações sexuais também são dois itens importantes na prevenção e no tratamento da enxaqueca. Bem como, na natureza encontramos muitas plantas que grandes aliadas no tratamento da enxaqueca. Os chás, por exemplo, não podem faltar na dieta de prevenção da doença.

Ademais, a natureza oferece 4 tipos de chás que comprovados pela ciência que atuam no controle da enxaqueca. São eles: chá de gengibre, chá de tanaceto, chá de valeriana e chá de Petasites hybridus. Procure a casa de produtos naturais mais perto de sua casa, e inicie a prevenção alternando os chás. Bem como, consumindo diariamente.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.


Deixe um comentário

error: Conteúdo Protegido!