Logo Emagrecer com vida e saude

Síndrome de Sjögren: doença reumática que afeta as glândulas salivares

sindrome de sjogren
Compartilhe esse post:

A síndrome de Sjögren, definida como doença reumática autoimune comum. Caracterizada por secura excessiva dos olhos, boca e outras membranas mucosas. Os glóbulos brancos podem infiltrar-se nas glândulas que secretam fluidos e danificá-los. Às vezes, ocorre que outros órgãos sejam danificados. A saber, existem critérios e testes predeterminados usados ​​para fazer o diagnóstico, medir a produção de lágrimas e saliva e avaliar a presença de anticorpos anormais no sangue. Todavia, as medidas geralmente são suficientes para manter a umidade dos olhos e da boca, mas às vezes a hidroxicloroquina ou o metotrexato são úteis para problemas de pele ou articulações.

Às vezes, quando os órgãos internos estão gravemente danificados, podem ser administrados corticosteroides ou, para certos sintomas, rituximabe. Entratanto, a síndrome de Sjögren, é considerada uma doença autoimune, com causas completamente desconhecidas. Bem como, é mais comum em mulheres de meia-idade. Em alguns casos, a síndrome de Sjögren também está associada a outras doenças autoimunes.

Por exemplo, artrite reumatoide, lúpus sistêmicos, esclerose sistêmica, vasculite, doença mista do tecido conjuntivo, tireoide de Hashimoto, cirrose biliar primária e hepatite autoimune crônica. Os glóbulos brancos infiltram-se nas glândulas que secretam líquidos, como as glândulas salivares da boca e as glândulas lacrimais do olho. Bem como, os glóbulos brancos danificam essas glândulas, causando boca e olhos secos, os sinais característicos dessa síndrome.

sintomas

Sintomas comuns

Em algumas pessoas, apenas a boca ou os olhos ficam secos. A saber, olhos secos podem danificar gravemente a córnea, resultando em uma sensação de coceira ou irritação. Bem como, a falta de lágrimas pode causar danos permanentes aos olhos. Saliva insuficiente na boca pode causar redução do paladar e do cheiro, tornando a ingestão de alimentos e a deglutição dolorosa e causando a formação de cavidades e cálculos nas glândulas salivares. As glândulas salivares nas bochechas (parótidas) aumentam de tamanho e tornam-se ligeiramente doloridas em cerca de um terço das pessoas. Também pode haver queimação na boca, o que às vezes pode indicar uma infecção complicada por fungos.

Leia também >> 12 sinais e sintomas da doença auto-imune artrite reumatoide

Leia também >> Fibromialgia: doença silenciosa que provoca dores no corpo inteiro

Síndrome de Sjögren

Em outras pessoas, muitos órgãos são afetados. A síndrome de Sjögren pode secar a pele e as membranas mucosas que revestem o nariz, a garganta, o trato digestivo, a laringe, a traqueia, as vias aéreas inferiores, a vulva e a vagina. A secura da vulva e da vagina pode tornar as relações sexuais dolorosas. A secura da traqueia pode causar tosse. Nervos, pulmões e outros tecidos podem ser afetados pela inflamação. Aproximadamente, um terço dos indivíduos há inflamação das articulações (artrite), que afeta as mesmas articulações que a artrite reumatoide. Embora a inflamação das articulações da síndrome de Sjögren tenda a ser mais branda e não destrutiva, ela pode trazer outras complicações.  

Por exemplo, os gânglios linfáticos podem aumentar em todo o corpo. O linfoma, um câncer do sistema linfático, mais comum em pessoas com síndrome de Sjögren do que na população em geral. Erupções cutâneas, danos renais, problemas pulmonares, pancreatite e vasculite que causam danos nos nervos periféricos são algumas das manifestações menos comuns, mas graves, da síndrome de Sjögren. A síndrome de Reynaud afeta cerca de um terço dos pacientes com síndrome de Sjögren. Pacientes afetados pela Sjögren pode ocorrer perda de cabelo.

Diagnóstico da síndrome de Sjögren

Embora seja comum, quando acompanhada por inflamação das articulações, observamos inchaço das glândulas salivares. Bem como, lesões nervosas, certas erupções cutâneas ou problemas renais. Outrossim,  uma sensação de secura na boca ou nos olhos pode indicar que a pessoa tem síndrome de Sjögren. Critérios estabelecidos e vários testes podem ajudar os médicos a diagnosticar a síndrome de Sjögren e diferenciá-la de outras doenças que causam sintomas semelhantes.

Critérios pré-estabelecidos

Os médicos podem usar um conjunto de critérios pré-determinados para diagnosticar a síndrome de Sjögren. Antes de aplicar esses critérios, os médicos fazem perguntas e realizam um exame físico para determinar se uma pessoa tem sintomas nos olhos ou na boca. Portanto, você pode aplicar os critérios para aqueles que têm pelo menos um destes olhos secos ou sintomas orais:

Sintomas oculares: envolvem olho seco persistente e desconfortável todos os dias durante 3 meses ou mais, sensação frequente de areia ou cascalho nos olhos ou uso de colírio lubrificante 3 ou mais vezes ao dia.

Sintomas orais: envolvem boca seca todos os dias durante 3 meses ou uso de líquido para poder engolir comida seca todos os dias.

Assim que um sintoma ocular ou oral, va diagnosticado, os médicos usam critérios para determinar se uma pessoa tem outros sintomas para apoiar o diagnóstico da síndrome de Sjögren. Os médicos também usam o critério para descartar quaisquer outras doenças.

Testes de lágrimas e saliva

A quantidade de lágrimas produzidas va estimada colocando uma tira de papel de filtro sob cada olho observando o quanto essa tira está umedecida (teste de Schirmer). Uma pessoa com síndrome de Sjögren pode produzir menos de um terço da quantidade normal. Um oftalmologista pode verificar se há danos na superfície ocular. Testes mais sofisticados podem ser feitos para avaliar a produção de saliva, os médicos podem solicitar exames de imagem ou uma amostra de tecido da glândula salivar para exame (biópsia).

olhos sem lagrimas

Exames de sangue

Os exames de sangue podem detectar anticorpos anormais, incluindo SS-A, um anticorpo encontrado em pessoas com síndrome de Sjögren. Anticorpos antinucleares (ANA, encontrados em pacientes com lúpus) e fator reumatoide (encontrados em pacientes com artrite reumatoide) também podem estar presentes em pacientes com síndrome de Sjögren. A taxa de hemossedimentação (ESR), um teste que mede a rapidez com que os glóbulos vermelhos se depositam no fundo de um tubo que contém sangue, é alta em cerca de 70% das pessoas. Cerca de 33% das pessoas têm uma diminuição no número de glóbulos vermelhos (anemia) e até 25% das pessoas têm uma diminuição em alguns tipos de glóbulos brancos (leucopenia).

Embora os resultados dos exames de sangue possam ajudar a fazer o diagnóstico da síndrome de Sjögren, por si só não conseguem confirmar um determinado diagnóstico porque às vezes as anomalias detectadas estão presentes em pessoas saudáveis ​​ou com outras doenças. O diagnóstico da síndrome de Sjögren, baseado em todas as informações coletadas pelo médico. Ademais, incluiu sintomas, resultados do exame físico e relatórios de todas as análises.

Prognóstico

O prognóstico é geralmente favorável. Entretanto, pneumonia, insuficiência renal ou linfoma ocorrem quando os pulmões, rins ou gânglios linfáticos forem danificados pelos anticorpos. Pessoas com síndrome de Sjögren têm um risco ligeiramente maior (cerca de 1 em 10 a 1 em 20) do que pessoas saudáveis ​​de desenvolver linfoma em algum momento da vida.

Tratamento

Medidas para aliviar a secura. Hidroxicloroquina, metotrexato ou ambos para sintomas articulares e cutâneos. Bem como, corticosteroides ou rituximabe para sintomas graves devido a danos em órgãos internos ou complicações sanguíneas. Não há cura para a síndrome de Sjögren, mas os sintomas podem ser aliviados.

Tratamentos

Podemos tratar os olhos secos com lágrimas artificiais durante o dia e uma pomada lubrificante à noite. Podem ser prescritos colírios contendo ciclosporina. Bem como, máscaras laterais, vão instaladas nos óculos para ajudar a proteger os olhos do ar e do vento, reduzindo a evaporação das lágrimas. Um procedimento cirúrgico simples, denominado oclusão de pino, pode ser realizado. Durante este procedimento, um oftalmologista insere pequenos plugues no canal lacrimal no canto da pálpebra inferior, para que a lágrima possa permanecer por mais tempo no olho.

Outrossim, podemos aliviar a boca seca ao beber continuamente líquidos, mascar chicletes sem açúcar ou enxaguar com substitutos da saliva. Drogas que reduzem a quantidade de saliva, como descongestionantes, antidepressivos e anti-histamínicos, vão evitadas porque podem piorar a secura. O medicamento pilocarpina ou cevimelina pode ajudar a estimular a secreção de saliva. Isso caso as glândulas salivares não forem danificadas de maneira muito grave. A higiene dental meticulosa e as visitas frequentes ao dentista podem minimizar a cárie e a perda dentária. A dor e o inchaço das glândulas salivares vão tratados com analgésicos e compressas quentes.

Os médicos removem pedras nas glândulas salivares. O uso de um lubrificante vaginal pode efetivamente reduzir a dor causada pela relação sexual. Para aliviar a pele seca, você pode usar produtos hidratantes. Os medicamentos antimaláricos (como a hidroxicloroquina) vão administrados para tratar os sintomas articulares. Além disso, quando os medicamentos antimaláricos não conseguem aliviar os sintomas articulares de forma eficaz, pode-se administrar o metotrexato (sozinho ou em combinação com medicamentos antimaláricos).

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.