Nódulo mamário: causas, sintomas e como identificá-lo


Toda mulher precisa conhecer seu corpo e o único modo é tocando-o. O nódulo mamário ou caroço no seio como é popularmente conhecido, infelizmente é bem comum entre as mulheres no dias de hoje. O primeiro passo é identificar que tipo de nódulo mamário a pessoa tem e em seguida, começar o tratamento.

A maioria dos nódulos mamários não é cancerosa, o que significa que são benignos. Você pode se surpreender ao encontrar um caroço no seio, mas é importante lembrar que isso pode não afetar sua saúde a longo prazo.

No entanto, um nódulo na mama pode ser um sinal de câncer. É aconselhável sempre buscar uma avaliação médica de qualquer caroço ou inchaço que você descobrir em seus seios. Geralmente, eles aparecem em qualquer idade.

Embora os seios sejam comumente associados às mulheres, o tecido mamário está presente tanto em homens quanto em mulheres. Seus hormônios afetam este tecido. As alterações hormonais podem causar a formação de caroços e, em alguns casos, o desaparecimento natural.

A saber, alguns bebês desenvolvem caroços nos seios devido ao estrogênio que recebem das mães durante o parto. Isso geralmente desaparece quando o corpo expele o estrogênio do organismo.

As meninas pré-púberes às vezes apresentam nódulos nos seios que parecem sensíveis. Eles geralmente desaparecem naturalmente durante a puberdade. Os meninos adolescentes também podem ter caroços nos seios durante a puberdade. Eles são temporários, bem como, desaparecem também em alguns meses.

Causas de caroços na mama

Existem muitas causas possíveis para a formação de um nódulo mamário. Confira abaixa os tipos de caroços e suas respectivas formações.


  • cistos mamários, que são sacos macios e cheios de líquido.
  • cistos de leite, referindo-se a bolsas cheias de leite que podem ocorrer durante a amamentação.
  • seios fibrocísticos, uma condição em que o tecido mamário apresenta uma textura protuberante e às vezes vem acompanhada de dor.
  • fibroadenoma, ou seja, nódulos de borracha não cancerosos que se movem facilmente no tecido mamário e raramente se tornam cancerosos.
  • hamartoma, que é um tumor benigno semelhante a um tumor.
  • papiloma intraductal, referindo-se a um pequeno tumor não canceroso em um ducto de leite.
  • lipoma, que é uma protuberância gordurosa não cancerosa de crescimento lento.
  • mastite ou infecção da mama.
  • ferimentos.
  • câncer de mama.
nódulo mamário cancer

Observe e compreenda as mudanças nos seios

O tecido mamário varia em consistência, com a parte superior externa do seio firme e a parte interna inferior um pouco mais macia. Se você for mulher, seus seios podem ficar mais sensíveis ou protuberantes durante o ciclo menstrual. Outrossim, os seios tendem a ficar flácidos conforme você envelhece. Isso porque, perdem a elasticidade natural.

Portanto, é importante conhecer e se familiarizar com a sensação normal dos seus seios, pois assim, podemos ficar ciente das mudanças. Tocar o próprio corpo fazendo o exame caseiro de prevenção, é uma forma natural e simples de identificar possíveis mudanças. Bem como, observar possíveis inchaços, dores intensas e outros.

Portanto, o papel da mulher é estar atenta a toda e qualquer mudança que possa ocorrer nos seus seios. Em seguida, entrar em contato com o médico, que posteriormente, analisará e solicitará exames pertinentes para compreender, bem como, identificar o problema.

Possíveis sinais de um nódulo mamário

Abaixo relacionamos alguns dos sinais que você precisa observar e em seguida, consultar um médico. Entretanto, lembre-se de que a maioria dos caroços mamários não é cancerosa. Portanto, você deve marcar uma consulta com seu médico se:

  • você descobre um novo caroço.
  • uma área de seu seio é visivelmente diferente do resto.
  • um caroço não desaparece após a menstruação.
  • um caroço muda ou fica maior.
  • seu seio está machucado sem motivo aparente.
  • a pele do seu peito está vermelha ou começa a enrugar como uma casca de laranja.
  • você tem um mamilo invertido (se não foi sempre invertido).
  • você nota secreção sangrenta no mamilo.
cancer de mama

Identificação do nódulo mamário

Durante a visita médica, o médico solicitara alguns exames para então poder dar o diagnóstico. Todavia, pode ocorrer de não ser necessário realizar exames mais profundos, pois o médico ira fazer a analise da mama e se ele considerar necessário, poderá solicitar alguns desses exames elencados.

Mamografia

A saber, a mamografia é um raio-X da mama que ajuda a identificar anormalidades mamárias. Uma mamografia diagnóstica pode ser comparada a mamografias de rastreamento anteriores, se disponíveis, para ver como o tecido mamário mudou.

Ultrassom

O ultrassom é um procedimento não invasivo e indolor que usa ondas sonoras para produzir imagens de sua mama.


Imagem por ressonância magnética (MRI) – Este teste usa um campo magnético e ondas de rádio para tirar fotos detalhadas de seus seios.

Aspirativa por agulha fina

O líquido de um caroço mamário sera removido com uma agulha. Todavia, em alguns casos, um ultrassom va utilizado para guiar a agulha. Outrossim, os cistos não cancerosos desaparecem quando o fluido va removido.

Entretanto, se o fluido estiver com sangue ou turvo, a amostra será analisada por um laboratório em busca de células cancerosas.

Biopsia

Este é um procedimento para remover uma amostra de tecido para análise ao microscópio. Existem vários tipos de biópsia da mama:

  • Aspirativa (biópsia aspirativa) por agulha fina – uma amostra de tecido va retirada durante uma aspiração com uma agulha fina.
  • biópsia por agulha – usa um ultrassom para orientação; uma agulha maior va usada para obter uma amostra de tecido.
  • Assistida (biópsia assistida por vácuo) – uma sonda com vácuo va inserida em uma pequena incisão na pele e uma amostra de tecido removido usando um ultrassom para orientação.
  • Estereotáxica (biópsia estereotáxica) – uma mamografia tira imagens de diferentes ângulos e uma amostra de tecido é coletada com uma agulha.
  • biópsia cirúrgica (biópsia excisional) – todo o nódulo mamário, junto com o tecido circundante, va removido.
  • biópsia cirúrgica (biópsia incisional) – apenas parte do nódulo va removida
caroço nos seios

Câncer de mama

Se for constatado que o nódulo mamário se trata de um câncer de mama, o tratamento pode incluir as seguintes etapas:

  • mastectomia, ou remoção do nódulo mamário
  • mastectomia, que se refere à remoção do tecido mamário
  • quimioterapia, que usa drogas para combater ou destruir o câncer
  • radiação, um tratamento que usa raios ou materiais radioativos para combater o câncer
  • Seu tratamento dependerá do tipo de câncer de mama que você tem, do tamanho e da localização do tumor e se o câncer se espalhou para além de sua mama.

Existem outras causas para os nódulos mamários que não requerem tratamento. Se você tiver um caroço no seio devido a uma lesão, seu médico pode recomendar que dê tempo para que o seio cure.

Alguns tipos de caroço mamário, como o fibroadenoma, em muitos casos não precisam ser removidos ou tratados. Por isso, é importante não tirar conclusões precipitadas se você encontrar um caroço na mama.

Enfim, seu médico pode ajudar a determinar se o nódulo requer mais testes e se é necessário algum tratamento. Bem como, ele dara o melhor encaminhamento para o seu caso.

Importante saber que o câncer de mama, na maioria dos casos, tem cura. Outrossim, basta descobrir no início. 90% dos casos quando descobertos no início e tratado, dão bons resultados e a pessoa pode viver ainda por muitos e muitos anos.

Portanto, não tenha vergonha de se tocar, se tiver algo errado, consulte seu médico. Prevenir é um ato de amor com você e com todos que te amam.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



Deixe um comentário

error: Conteúdo Protegido!