Panetone de liquidificador, receita simples que cabe no bolso de todos


Hoje vamos falar do panetone de natal. Uma receita tradicional italiana que o brasileiro adora. Uma receita antiga e simples com custo de fabricaçao elevado. Portanto, ai esta a explicaçao do porque ele custar tao caro, isso porque leva-se muitos dias para confeccionar um panetone.

Por esse motivo, o tradicional panetone de natal custa caro e nem sempre todos podem comprar. A boa noticia é que existem outras variaçoes da receira original e que qualquer um pode fazer em casa.

Historia do Panetone

Existem muitas lendas que relatam o nascimento do panetone. Contudo, a mais comum e popular de todas, defendem que o criador da receita é o padeiro milanês Toni.

Toni trabalhava em uma padaria chamada “Della Grazia” e um certo dia, perto das festas natalinas, improvisou e decidiu misturar frutas cristalizadas, secas e avelãs. Foi assim que nasceu a receira do primeiro “Pani de Toni”.

Que posteriormente evoluiu e passou a se chamar em dialeto milanês “Panattòn” e por fim de tantos pedidos na época de natal, passou a se chamar “Panettone” na língua oficial italiana. Até os dias de hoje, essa iguaria é presente nas festas de natal e se chama panetone.


Uma segunda lenda afirma que o primeiro panetone foi feito por Ludovico o Mouro. Portanto, perto da festas de natal o mesmo teria solicitado ao seu cozinheiro que fizesse uma receita de pão doce para a ocasião.

Antônio, o cozinheiro preparou uma massa doce com frutas cristalizadas, que foi um sucesso no banquete de natal. Quando indagado por Ludovico como se chamava a receita, ele teria respondido “Pani di Toni”.

Independente da origem do panetone, a verdade é que todos amam esse pão de natal. A saber, na mesa do brasileiro não pode faltar, e não tem que não goste e são muitas versões: de frutas, de chocolate ao leite, chocolate branco, de pera, maçã, nozes e até mesmo de limão.

Panetone

A receita

Você vai precisar dos seguintes ingredientes para a massa:

1 tablete e meio de fermento para pão ou 1 saquinho de fermento biológico seco;


meia xícara de chá de açúcar; 

2 xícaras de chá de leite morno;

1 ovo inteiro; meia xícara de chá de óleo;

1 colher de chá de sal;

meio quilo de farinha de trigo;

frutas cristalizadas e secas a gosto ou castanhas e nozes, ou então, gotas de chocolate.

Preparo

Primeiramente inicie batendo todos os ingredientes no liquidificador, reserve somente a farinha de trigo e as frutas, essas não devem ser liquidificadas, mas sim misturadas com as mãos.

Posteriormente despeje tudo em uma vasilha grande e comece adicionar aos poucos a farinha de trigo, sove com delicadeza. Por último comece a misturar as frutas que você escolheu, continue a misturar de modo que tudo fica homogêneo. A massa não fica dura, pelo contrário, fica “meia” mole.

Depois da massa pronta, reserve-a por 40 minutos para sua fermentação. Nesse meio tempo, unte duas formas. Se for uma forma grande, não será necessário duas, mas se as formas forem pequenas, é necessário duas. O importante é que a quantidade da massa por forma, não ultrapasse a metade do recipiente.

Em seguida, aqueça o forno a 180°, distribua a massa nas formas, pincele com uma gema batida e leve para assar. Quando estiver começando a dourar, abaixe o fogo. O tempo de forno é em média 40 minutos, podendo variar dependendo do tipo de forno.

Obrigada pela visita, visitem nosso Istagram ou nossa Pagina no Facebook…


Deixe um comentário

error: Conteúdo Protegido!