A carência de vitamina E provoca problemas de saúde e várias doenças


A deficiência de vitamina E, embora rara em países desenvolvidos, pode resultar de desnutrição ou má absorção de gordura. Os problemas de saúde associados a ela, incluem problemas neurológicos, fraqueza muscular e anormalidades ósseas.

Bem como, neuropatia periférica, anemia hemolítica, problemas oculares e gastrointestinais também são uma possibilidade. O mesmo ocorre com distúrbios como ataxia e abetalipoproteinemia. A vitamina E é fundamental para o organismo, a carência dela, prejudica o corpo e gera outros problemas secundários.

A saber, a vitamina E, inclui um grupo de oito nutrientes solúveis em gordura – quatro tocoferóis e quatro tocotrienóis. Que encontramos naturalmente em muitos alimentos vegetais e são adicionados a alguns alimentos fortificados (integradores). Embora todos os nutrientes sejam biologicamente ativos, o corpo humano utiliza e retém amplamente a versão alfa-tocoferol.

Como falado, ela tem um papel importante entre todas as demais as vitaminas com as quais seu corpo conta para se manter saudável. Portanto, está vitamina maravilhosa tem um papel crítico a desempenhar nas funções nervosas, musculares e imunológicas. A ausência dela, pode ser muito negativo para o corpo.

Outrossim, também tem propriedades antioxidantes que ajudam a proteger o corpo contra os danos causados ​​pelos radicais livres. Para suprir seu corpo com vitamina E suficiente, a maioria dos adultos requer 15 mg de vitamina E por dia de acordo com as doses diárias recomendadas. Entretanto, as mães que amamentam, precisam de cerca de 19 mg por dia.

Portanto, considerando o papel vital que a vitamina E desempenha no corpo humano, não é difícil imaginar que uma deficiência dessa vitamina, pode de fato deixar o corpo maluco. Bem como, sua carência pode desencadear uma séria de complicações e doenças, porque como citado, ela é fundamental para o organismo.

Deficiência de Vitamina E

A deficiência grave de vitamina E geralmente é rara, mas pode ocorrer como resultado de desnutrição. Bem como, também requer uma certa quantidade de gordura para absorção e transporte eficientes.


Portanto, uma dieta com ingestão mínima de gordura também pode ser um problema. A deficiência não alimentar geralmente está associada a condições de saúde que dificultam a digestão e a absorção de gordura.

Outrossim, condições como distúrbios do fígado ou da vesícula biliar, pancreatite e fibrose cística podem, por exemplo, levar à má absorção de gordura. Bebês recém-nascidos, especialmente bebês prematuros, também podem ser propensos à deficiência dela. Isso porque, uma vez que apenas pequenas quantidades de vitamina E podem atravessar a placenta.

vitamina E

O risco diminui lentamente à medida que os bebês começam a obter vitamina E suficiente do leite. Por outro lado, as crianças em crescimento e os adultos raramente são vulneráveis ​​à deficiência de vitamina E.

Isso porque, uma vez que podem armazenar grandes quantidades no tecido adiposo. Mesmo com uma deficiência devido a problemas de má absorção de gordura, os efeitos são mais pronunciados em bebês do que em adultos.

Mas se seu corpo for privado de vitamina E, isso pode gerar muitos problemas de saúde, alguns bastante críticos. Portanto, te convido a continuar lendo e aprendendo sobre ela e seu papel fundamental no corpo humano. Abaixo elencamos alguns itens que vão ajudar a compreender melhor.

1. Enfraquece a Imunidade

Obtenha sua dose todos os dias! Algumas das melhores fontes de vitamina E são óleos como girassol, cártamo, canola e gérmen de trigo. Outrossim, nozes, como amêndoas, amendoins e avelãs; e sementes como sementes de girassol.

Também, vegetais verdes como brócolis, couve e espinafre também são boas fontes. Alguns alimentos, como sucos de frutas, cereais matinais, cremes para barrar e margarina são frequentemente fortificados com vitamina E.


Seu sistema imunológico precisa de uma dose saudável de vitamina E para funcionar com eficiência. A saber, ela está presente nas membranas celulares e tecidos do corpo de todas as células. Outrossim, a deficiência, por sua vez, resulta em um sistema imunológico enfraquecido, levando a infecções e doenças frequentes.

Portanto, de resfriados e tosse a outras doenças respiratórias e infecções urinárias, isso pode se manifestar de diferentes maneiras. Uma dieta rica em vitamina E mais a suplementação com vitaminas, melhoram as defesas.

Isso porque, o fortalecem a imunidade, aumentando as defesas e prevenindo doenças, ou seja, as pessoas não ficam tão vulneráveis à doenças, por exemplo, pacientes com AIDS.

2. Problemas gastrointestinais

Embora os indivíduos com doença de Crohn sejam conhecidos por terem baixas quantidades de vitamina E, não há conexão direta estabelecida entre a deficiência de vitamina E e a doença de Crohn. A condição está provavelmente ligada à má absorção de gordura observada em pessoas com essa doença.

Quando associada à má absorção de gordura, a deficiência grave de vitamina E pode frequentemente causar problemas gastrointestinais como diarreia, vômitos, abdômen inchado e fezes volumosas e fétidas. Bebês são especialmente propensos e podem, consequentemente, não ganhar peso ou crescer como esperado.

capsulas de vitamina E

3. Desperdício muscular

Estudos em animais mostram que a deficiência de vitamina E também pode afetar a saúde da pele, levando a problemas com o metabolismo do colágeno e cicatrização de feridas. Bem como, causando ulceração da pele. Estudos em humanos são necessários para confirmar esta ligação e a causa exata dela.

A perda de massa muscular é outra repercussão da deficiência grave de vitamina E. Estudos mostram que, sem a vitamina E, uma membrana celular rompida não pode cicatrizar adequadamente. E como as membranas das células musculares podem se romper apenas com o uso normal, a cicatrização pode ser um problema.

As células musculares que não são reparadas por longos períodos de tempo pode levar a perda de massa muscular. Traumas físicos de qualquer tipo, distrofia muscular ou fraqueza muscular devido ao diabetes são condições que causam danos às células musculares. A deficiência de vitamina E também é evidente na síndrome da fragilidade observada em idosos, tornando-os fracos e instáveis.

4. Problemas oculares

A vitamina E protege os olhos dos radicais livres que danificam o tecido ocular saudável. Portanto, o dano não mitigado do radical livre pode aumentar o risco de degeneração macular relacionada à idade e formação de catarata.

Bem como, é o que acontece se você sofre de deficiência de vitamina E. Outrossim, a deficiência também pode enfraquecer os músculos oculares e levar a movimentos involuntários dos olhos.

5. Anemia Hemolítica

A vitamina E é essencial para o desenvolvimento do sistema nervoso e qualquer deficiência pode ter efeitos adversos sobre ela, principalmente em bebês e crianças.

Bem como, entre as crianças com baixos níveis de vitamina E ao nascer, os sintomas neurológicos irreversíveis não são incomuns. Portanto, problemas de coordenação e reflexos prejudicados são duas repercussões comuns da deficiência de vitamina E.

carencia de vitamina E

6. Anormalidades esqueléticas

Embora não esteja diretamente ligada à deficiência de vitamina E, em condições de saúde como fibrose cística, colestase crônica e doença de Peyronie, a suplementação com vitamina E tem sido um alívio para os pacientes.

Por outro lado, a conexão entre a vitamina E e condições como doença cardíaca ou doença de Alzheimer, embora amplamente especulada, é na melhor das hipóteses remota.

Testes mostraram que pacientes com ataxia, problemas hepáticos como ABL e baixos níveis de vitamina E podem desenvolver anormalidades esqueléticas.

Os desequilíbrios musculares durante o desenvolvimento ósseo podem causar anormalidades esqueléticas, como pé torto, curvatura da coluna para trás ou para os lados ou pé muito arqueado. Tudo isso pode causar problemas para andar ou até mesmo ficar em pé.

Como vimos, as consequências da ausência de vitamina E, são serias. Portanto, procure manter suas taxas em dia. Cuide de sua alimentação, procure consumir alimentos ricos em vitamina E e se ainda assim observar uma carência, procure um médico

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



Deixe um comentário

error: Conteúdo Protegido!