Ivermectina: para que serve? Indicada ou não para o covid?


De acordo com as informações que circulam diariamente na internet, inclusive nos maiores canais de comunicação, no Brasil o medicamento Ivermectina virou remédio de bolso. Bem como, qualquer sintoma aparentemente ligado ao covid-19, as pessoas estão usando o medicamento para tratamento e cura. Mas eu pergunto, depois da saga da cloroquina agora temos a saga da ivermectina?

Precisamos admitir que estamos vivendo um período muito confuso. Onde os interesses políticos estão interferindo na liberdade de ir e vir, isso independente de direita ou esquerda. Falo em termos gerais. A bem da verdade, que não existe nenhum remédio para tratar o corona vírus, tudo é mera especulação e suposição.

Todavia vamos manter o foco no medicamento Ivermectina que está sendo vendido livremente nas farmácias e que as pessoas estão consumindo e por incrível que pareça, estão sendo curadas do covid-19. S

abe gente, minha maturidade tem me ensinado que cada corpo reage em um modo. Eu por exemplo, nunca vi ninguém morrer de cloroquina, eu tomo todo dia 1 comprimido e estou muito bem!

Também, não vi ninguém morrer de Ivermectina, embora aqui na Europa, não conheço esse remédio e nunca ouvi falar dele antes. Provavelmente exista também a fórmula com outro nome, mas ninguém ainda está usando-o para tratar o covid.

Aqui na minha cidade, o vírus continua sendo tratado com a cloroquina, azitromicina, amoxicilina, vitaminas C e D e nos estágios mais graves, se usa o PLASMA doado pelas pessoas que tiveram o corona vírus.

Ivermectina, para que serve?

Segundo a revista Veja Saúde, o composto foi descoberto nos anos 1960 e integra o tratamento contra alguns parasitas, em pessoas e animais. De baixo custo e com poucos efeitos colaterais relatados, a droga rendeu um prêmio Nobel aos seus descobridores. Além do uso veterinário, no Brasil também indicada no tratamento de sarna e piolhos.


Segundo a uol, o medicamento faz parte do grupo dos antiparasitários com ação em vários vermes e parasitas. Embora seja desconhecida de muitas pessoas, a ivermectina é um vermífugo responsável por uma das maiores intervenções de saúde em países africanos e da América Latina dos últimos 40 anos.

Como atua diretamente nos agentes infeccioso, veio o interesse em testá-la contra outras doenças. No caso do Sars-CoV-2, ela impediria a entrada do vírus no núcleo das células humanas, aonde ele precisa chegar para se multiplicar. Contudo, isso só aconteceu quando o fármaco foi injetado em alta quantidade em células isoladas.

A saber, essa mesma dosagem, já em outros estudos, demostrou ser toxica para as células humanas. Portanto, não existe ainda nenhum estudo que prove que esse medicamento cure o covid-19. O estudo australiano publicado em maio/2020 que atestava que o medicamento tinha demonstrado eficiência no tratamento do corona, foi tirado do ar após questionamentos e denúncias.

Nos EUA, nas farmácias precisamos de receita médica para comprá-lo. Isso levou a população a comprar em lojas veterinárias para o consumo próprio. Todavia, os princípios sao iguais, mas o medicamento que serve para o animal, não serve para humanos. A manipulação para humanos é diferente da manipulação animal. Isso aumenta o risco de problemas.

Kit covid-19 distribuido em Araguaia, MT

Contra indicação e efeitos colaterais

A saber, a ivermectina contra indicada para todas as gestantes e nem mesmo consumida por crianças com peso inferior a 15kg. Bem como, portadores de problemas hepáticos e renais e pessoas com HIV”.

Ainda, estudos demonstraram que pessoas que sofrem de doenças nervosas, devem também evitar o medicamento. Outrossim, pessoas com meningite não podem utilizar o medicamento.

Embora no Brasil, algumas prefeituras estejam distribuindo kites com remédios para a prevenção, tratamento e cura do covid-19, a população precisa ficar atenta. Um dos medicamentos do kite é a Ivermectina, mas como falamos acima, não existem provas de que esse remédio funcione. O próprio fabricante contraindica o uso do remédio no caso do corona vírus.


Bem como, embora considerado um medicamento seguro, cacula-se a posologia com base no peso corporal do paciente. Portanto, é necessário acompanhamento médico. Nao devemos consumir nenhum tipo de remédio sem orientação médica. Bem como, a automedicação pode levar a morte.

Kit Covid-19 distribuido em Figueiropolis D’Oeste

Considerações Finais

Vejam a aspirina, um medicamento comum, a base de o ácido acetilsalicílico, indicado para dor de cabeça e consumido sem nenhum controle. Pessoas com dengue não podem ingerir esse medicamento. Porque aumenta o risco de hemorragias.

Dessa forma, a cloroquina que não faz mal algum a pessoas como eu que tenho uma doença auto imune, quando consumida por pessoas em estágios avançados do covid-19, é toxica ao coração.

Repito, automedicação pode levar uma pessoa a morte. O que faz bem para uns, pode fazer mal para outros. Cada organismo reage de um modo. Não consuma remédios por conta, nem mesmo aqueles dados pela prefeitura. Sua vida é preciosa e tem valor incomparável aos olhos de DEUS.

Bem como, a qualquer momento, procure o médico. Somente ele tem condições de orientar acerca de qual o melhor tratamento para o seu caso e seu organismo.

As informações contidas nesse artigos são fruto de pesquisas nos seguintes sites: Veja saúde; Uol Saúde; Consulta remédios.  

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



error: Conteúdo Protegido!