Benefícios da erva-doce: ajuda na digestão e na perda de peso

Erva doce
Compartilhe esse post:
Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em pinterest
Compartilhar em whatsapp

A saber, a erva-doce é um presente da natureza para nossa saúde! Aumenta as defesas imunitárias, é uma verdadeiro aliada do nosso coração. Bem como, um vegetal muito versátil na cozinha.

O funcho selvagem, usado principalmente como erva aromática, também pertence à mesma família e possui excelentes benefícios. Um vegetal simples, que infelizmente desperdiçamos tanto por não sabermos como utilizá-lo.

Outrossim, por não conhecermos as suas qualidades, que também são muito importantes. E, de fato, a erva-doce também frequentemente sugerida pelos médicos para melhorar, por exemplo, a condição dos ossos e protegê-los do desgaste.

Erva-doce

A principal propriedade da erva-doce se resume nesta combinação: baixas calorias (31 por 500g) e baixo teor de gordura. Pelo contrário, e estes são aspectos positivos: muitas fibras, muitos sais minerais e muitas vitaminas A, B e C.

No Brasil, geralmente se usam apenas as folhas e as sementes, mas na Europa, a batata da erva-doce, ou seja, a parte que fica dentro parcialmente dentro da terra, amplamente utilizada em vários pratos!


Enquanto no Brasil poucos usam como legume, aqui na Itália usamos muito em saladas, e quando fazemos o chá da erva-doce, não usamos as folhas ou as sementes, mas sim a parte branca do legume.

Ela vai bem na salada, refogada, como contorno em molhos e carnes. Possui poucas calorias, seu sabor é leve e refrescante. Bem como, é nutriente e tem propriedades calmantes, fator positivo no controle da ansiedade.

Embora pouca conhecida no Brasil, em grandes restaurantes ou a beira mar, elamplamente utilizada na culinária. Ademais, indicada para quem está fazendo dieta!

sementes de funcho

Benefícios da Erva-doce

Conhecida sobretudo por suas propriedades digestivas: evita a formação de gases intestinais e contém anetol, substância capaz de atuar nas contrações abdominais. Bem como, de sabor crocante e adocicado, é também um vegetal rico em antioxidantes e possui ação anti-inflamatória e propriedades purificadoras.

Propriedades da erva-doce

Para entendermos melhor e aprendermos mais sobre ela, vamos dar uma olhada nas propriedades mais importantes da erva-doce:


  • Promove a digestão – Neutraliza os processos de fermentação que ocorrem no intestino. Combate o inchaço abdominal, bem como, capaz de aliviar as dores causadas pela cólica gasosa em recém-nascidos. Os chás de ervas, decocções e infusões preparadas com sementes de erva-doce são, portanto, excelentes.
  • Aumenta as defesas imunológicas – Isso graças ao alto teor de vitamina C, o funcho tem propriedades antibacterianas e imunoestimulantes que podem estimular as defesas do corpo e prevenir e combater quaisquer infecções.
  • Neutraliza a anemia – Você sabia que a erva-doce contém uma boa quantidade de ferro? Adicione frequentemente na sua dieta alimentar, especialmente durante o período em que estão na estação, especialmente se você segue uma dieta vegetariana ou vegana.
  • É bom para o nosso coração – O alto teor de fibras e a ausência total de gordura tornam-no um alimento perfeito para baixar os níveis de colesterol no sangue. Também contém ácido fólico, uma boa quantidade de potássio que pode reduzir a pressão arterial e vitamina C, nutrientes importantes para o bem-estar do coração e das artérias.
  • Fortalece os ossos – Uma ação realizada graças à presença de importantes sais minerais como potássio, cálcio e fósforo.
  • É bom para os olhos – A erva-doce é rica em vitamina A, que pode ter efeitos positivos na retina e na visão. Um nutriente importante que também é bom para a pele.
  • Ajuda a perder peso – Rico em água e pobre em calorias, o funcho tem propriedades purificantes. Pois favorece a eliminação de toxinas e, graças à presença da fibra, aumenta a sensação de saciedade. Um excelente aliado, portanto, caso você siga uma dieta hipocalórica.
erva-doce para saude

Como usar na cozinha

A Funcho possui ainda outra propriedade que a torna um legume para ter sempre em casa: a sua versatilidade na cozinha. Você pode servi-lo na salada, na hora do aperitivo (abre o apetite) ou no final do almoço ou jantar. Também costuma-se comer a erva-doce entre um prato e outro, pois limpa neutraliza os sabores na boca.

E mais, podemos adicioná-la a sucos detox, combinar com outros vegetais ou frutas. Enfim, ainda é um ingrediente pouco conhecido na mesa de muitos brasileiros, mas faz um bem danado a alimentação, a saúde, e previne doenças. Portanto, sim, vale a pena tentar!


Erva-doce selvagem

Todavia, se faz necessario fazer a distinção entre erva-doce selvagem e cultivada. Embora ambos pertençam à mesma família, o funcho selvagem cresce espontaneamente.

Bem como, usado principalmente como erva aromática. Outrossim, utilizado na preparação de licores e sopas. Entretanto, a erva doce como legume, propria para o consumo se trata daquela plantada e cultivada para esse fim.

Chá de erva doce

O chá de erva-doce é um dos remédios naturais mais eficazes e versáteis que podem ser preparados para ajudar o corpo, inclusive para perder peso. Não é por acaso que esta bebida já era usada na antiguidade, não só na área do Mediterrâneo, mas também na medicina tradicional chinesa, indiana e do Médio Oriente.

Para obter um chá de erva-doce, você precisa pulverizar as sementes de erva-doce e fazer uma infusão em água fervente. Antigamente, as sementes de erva-doce também eram mastigadas após as refeições, para ajudar na digestão.


Como todos os remédios naturais, o chá de erva-doce também tem contraindicações. Portanto, podem ocorrer reações alérgicas, que geralmente se manifestam com vermelhidão e coceira ao redor da boca.

Além disso, o chá de erva-doce pode neutralizar a ação de alguns antibióticos, por isso é aconselhável consultar o seu médico antes de consumir. Enfim, não é recomendado para mulheres grávidas e crianças menores de 4 anos de idade.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!