Médica americana ensina método 3A para acabar com a birra das crianças

método 3A para controlar birra
Compartilhe esse post:

Talvez você esteja se perguntando do que se trata o método 3A, como funciona, e se ele realmente é eficaz. Pois, hoje você vai aprender tudo sobre ele, mas antes vou te dizer que realmente é um método muito eficaz. Depois de aplicar o método no dia a dia, seus filhos nunca mais vão fazer birra, pode ter certeza. Não precisa ignorar a birra nem ficar irritado com a criança. A hora da birra é hora de educar com amor e sem perceber, tudo vai se resolver, assim explica a médica psiquiatra Mary Gleason, do Virginia Children’s Hospital, que é especialista em acessos de raiva em crianças. O método é composto de trs fases simples e tudo não passa de uma terapia que você vai aplicar com as crianças e obter resultado positivo.

Leia também >> Filhos birrentos, como lidar com esse comportamento

Leia também >> 10 palavras que determinam o fracasso de nossos filhos

O que é o método 3A?

Esse método foi criado pela médica psiquiatra Mary Gleason, do Virginia Children’s Hospital, que é especialista em acessos de raiva em crianças. A médica explica que as birras acontecem em momentos que as crianças simplesmente agem por emoção, sem pensar e refletir no que estão sentindo. Então, o que os adultos devem fazer, é entender que a birra acontece devido a criança ainda não ter preparo emocional. Portanto, eles precisam guiá-las para esse preparo. A saber, o método consiste em 3 etapas: Antecipação, Acompanhamento e Abraços. Veja como funciona, passo a passo.

método 3A contra a birra

Antecipação da birra, primeira fase do método 3A

Os pais conhecem bem seus filhos pequenos e já sabem quando alguma atividade pode provocar uma birra, como por exemplo, a ida ao supermercado. Se for necessário levar a criança junto, ela provavelmente fará uma birra quando quiser levar algum produto para casa, mas os pais não vão deixar. Sabendo disso, a criança deve ser preparada antes de sair de casa. Ou seja, os pais devem se sentar com o filho, olhar calmamente em seus olhos e explicar que estão indo ao mercado, mas que ele não vai poder levar a guloseima ou brinquedo dessa vez. É importante estar com plena atenção à criança nesse momento para garantir que ela compreendeu como vai ser.


Acompanhamento da birra

Apesar da conversa antecipada, algumas crianças vão fazer a birra do mesmo jeito, seja porque já esqueceram do aviso antecipado ou porque querem desafiar os pais e ver o que acontece. Nesse caso, não é recomendado ignorar a birra esperando que a criança pare e se comporte. Essa atitude vai gerar mais conflito e estresse para todos. Os pais devem manter a calma, pois a criança precisa de um exemplo de tranquilidade para seguir. Se gritar com ela, ela vai gritar de volta, pois imita o que os adultos fazem. Então, com calma e firmeza, olhando nos olhos, os pais devem dizer para a criança que só vão prestar atenção nela quando ela puder se acalmar. Sem ameaças!

A intenção é que a criança entenda que a birra não leva a nada. Se ela ficar calma, ouvir e obedecer, será ouvida, mesmo que não vá ganhar o que deseja. Assim que ela se acalmar, os pais devem ouvir o que ela tem a dizer, mostrando que estão cumprindo com sua palavra. Se necessário, devem relembrá-la do que combinaram em casa.

Abraços e empatia

Por fim, o terceiro passo é mostrar à criança que sua atitude foi correta e que é mais vantajosa do que fazer birra. Durante a birra, a criança fica com altos níveis de estresse, então, quando começa a se acalmar, deve receber abraços, beijos e palavras de carinho para ajudar a aliviar o estresse e mudar o foco. Se a criança quiser chorar nos braços dos pais, como aquele choro de quem está se acalmando, tudo bem. É uma forma de consolo e vai ajudar a criança a se sentir segura e expressar o que está sentindo. A criança deve entender que ela pode sentir raiva e tristeza, mas precisa saber expressar esses sentimentos. Faça o teste quantas vezes forem necessárias, pois o método necessita de hábito para funcionar.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



error: Conteúdo Protegido!