Logo Emagrecer com vida e saude

Eles vivem 120 anos e são o povo mais saudável do mundo

Alimentação povo Hunza
Compartilhe esse post:
Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em pinterest
Compartilhar em whatsapp

Estamos falando de um pequeno vale chamado hunza que fica localizado no Paquistão e faz fronteira com a Índia. Esse povo, vive até os 120 anos de idade e morrem de morte natural ou por velhice. Eles não ficam doentes, não existe câncer entre eles. Bem como, são objeto de estudos de muitos médicos do mundo inteiro. Enfim, são o povo mais longevo que existe no mundo, vive de forma isolada e totalmente natural. Outrossim, são vegetarianos e sua alimentação se baseia unicamente em frutas e vegetais crus. As mulheres, aos 65 anos dão à luz a crianças saudáveis e fortes, pois ainda estão em plena idade fértil, pois são consideradas jovens.

Leia também >> 5 sinais precoces de câncer de pâncreas

Leia também >> Dois ingredientes que funcionam como cavalo de troia para o câncer

A saber, o Vale Hunza está localizado no norte do Paquistão, perto da fronteira com a Índia e é uma das nações mais longevas do mundo. Um povo alegre, bem-humorado, que vive a longo. Embora, isolados do mundo, eles possuem uma saúde invejável e não sabem o que é um tumor de câncer. O vale é fértil e adequado a agricultura, mas está localizado em uma atitude elevada e como citado, bastante isolado. Geralmente, o povo hunza vivem em torno a 120 anos. Médicos de várias partes do mundo examinaram essa população e ficaram fascinados, pois é um povo que não fica doente e não sofre de doenças como nas demais partes do mundo. Eles são completamente saudáveis e livres de doenças.

Vale do Hunza

A saber, especialistas de oncologia provaram que os habitantes do Vale do Hunza, são os únicos do mundo a terem ausência total de câncer. Isso porque, o estilo de vida deles é totalmente natural e impressionante. Eles não comem carne de nenhum tipo, como já citado, são vegetarianos. Se alimentam da agricultura local. A alimentação é baseada em alimentos 100% natural, frutas como o damasco, em abundância nessa região, é o prato principal deles. No verão consumem muita fruta e desfrutam de todos os alimentos vegetais. No inverno, devido a escassez de alimentos, se alimentam de damascos secos, queijo e cereais germinados.


Vale do Hunza
Colheita do Damasco

Alimentação do Vale Hunza

A alimentação deles é composta de cereais, queijos de ovelha, frutas e vegetais crus. No verão há maior variedade de alimentos, devido as condições climáticas. Então, nesse caso, o povo desfruta das frutas e da variedade de vegetais oriundos da agricultura local. Esse povo desfruta do que está disponível a eles, pois estando isolados do mundo, o acesso é difícil, no caso, consomem aquilo que plantam. Inclusive, durante um período do ano, eles literalmente fazem uma espécie de jejum que dura 3 meses, onde são alimentados com suco de damasco desidratado.

Isso acontece no início da primavera, onde os alimentos do inverno terminaram e eles devem plantar para colher no verão. Todavia, o jejum de 3 meses composto de suco de damasco desidratado, é uma cultura do povo Hunza. Assim como em outras culturas, os povos, religiosos guardam um período de jejum e oração, o povo do vale do Hunza, também tem essa cultura de guardar os 3 meses que segundo a história nasce exatamente pela escassez de alimentos no início da primavera. Durante a primavera e o verão, além de se ocuparem da agricultura, eles vivem felizes e bem-humorados desfrutando de suas tradições e culturas.

Modelo de vida

O povo que vive no Vale no Hunza, no Paquistão, é modelo ideal do que é viver bem e com saúde. Imagine você com 85 anos de idade no papel, mas correspondendo apenas a 45 anos? Legal não é mesmo? E isso não é mentira, nem história, é real. Eles vivem em um verdadeiro paraíso! São felizes de viverem assim, realizados, saudáveis, vivem a longo, as mulheres parem seus filhos aos 65 anos como se fossem aos 30 anos, tudo normal e sem nenhuma complicação. Segundo os médicos que estiveram ali no Vale e viveram por alguns anos estudando esse povo, o segredo da longevidade está na alimentação, portanto, não é milagre, é estilo de vida.

Enfim, para você entender melhor o vale do Hunza, está situado nas montanhas do Himalaia. No extremo norte da Índia, onde se juntam as terras de Caxemira, Índia e Paquistão. A saber, o local chamou muita atenção quando, em 1916, alguns ingleses que faziam a atualização do mapeamento da região descobriram este pequenino reino incomum, que logo foi apelidado de “Jardim do Éden” no Planeta Azul. São apenas 30 mil habitantes em um vale paradisíaco com 2500 mil metros de altitude, nas montanhas do Kush Hindu, que falam um idioma próprio (Burushaski) sem relação com nenhum outro existente.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!