Psicólogos alertam: não use essas 5 frases ao falar com seus filhos


Quando nascemos, nossos pais são TUDO o que temos neste mundo. Eles são alguém a quem recorremos para obter apoio, orientação e segurança. Bem como, como filhos, os procuramos para nos dizer as regras desse mistério em que nascemos e nos ensinar tudo sobre a vida.

A verdade é que todos nós somos humanos e todos cometemos erros. Entretanto, para a mente de uma criança, seus pais são algo MUITO mais do que apenas um humano. Para um filho, os pais são os heróis da sua existência, ela se espelha neles, aprende com eles e tudo o que faz, precisa do consentimento deles.

A importância dos pais

Eles são seus criadores, seus zeladores, seus guardiães, e viveram aqui antes mesmo de ele nascer. Nossa mãe e nosso pai são nossa inspiração e nosso Deus quando somos jovens. Bem como, são a única coisa com a qual estamos familiarizados em meio a este vasto mundo desconhecido.

É por isso que o que os pais fazem e como se comportam se torna uma parte crucial da psique de seus filhos. Ademais, eles são um exemplo de um molde para nossa consciência inicial, bem como, para a formação e desenvolvimento do nosso caráter.

Portanto, a maneira como falamos com nossos filhos se torna sua voz interior! Outrossim, nosso cérebro tem muito mais conexões neurais quando somos jovens. Além disso, ele absorve quase tudo o que acontece ao nosso redor com o propósito de se adaptar melhor a tudo que o cerca.


Todavia, à medida que crescemos, ele se apega apenas às conexões neurais mais usadas e descarta tudo o que não usamos normalmente. Bem como, a voz de nossa mãe e de nosso pai é algo que se integra profundamente em nossa psique, tornando-se nossa voz interior.

Dessa forma, a maneira como eles falam conosco se torna a maneira como nossa voz interior fala conosco, a maneira como falamos para nós mesmos. Em poucas palavras, nosso cérebro vai internalizando o modo o qual nosso pais nos tratam, nos falam, se comportam e vai registrando.

Se eles estão com raiva na maioria das vezes, eles falam conosco, se eles são duros e frios, se eles gritam e gritam sempre que fazemos algo errado, é assim que vamos lidar conosco sempre que cometemos um erro. Mas, como dissemos, somos todos humanos, cometemos erros e tudo bem. A maneira como você aborda os erros é como você os aprende e supera.

educar os filhos

Como falar com seus filhos?

O tom de que usamos na educação dos nossos filhos, é fundamental. Eles podem nos analisamos simplesmente pelo tom utilizado e pela vibração da nossa voz.  Às vezes, podemos ter medo ou sentirmos insegurança ao falar com eles.

Todavia, temos que considerar que enquanto pais, não somos perfeitos e vamos errar porque somos humanos. Mas precisamos desempenhar nossa função.


É por isso que é fundamental falar com seu filho usando um tom amigável, com bondade, amor e honestidade, mesmo que ele cometa um erro ou faça algo errado. Tenha o hábito de se igualar na sua estatura, ou seja, se preciso, ajoelhe-se e fale com ele docemente e olhando em seus olhos.

Você desenvolverá uma voz dentro da cabeça deles que os apoiará na vida sempre que precisarem de apoio, mesmo quando você não estiver presente. Certamente, eles irão sempre lembrar dos conselhos, do modo que sua mãe ou pai lhe falou e esse conjunto de emoções, reforçara a educação do seus filhos.

Evite essas frases com seus filhos

Eles são extremamente prejudiciais para o caráter em desenvolvimento de uma criança!

Pare de chorar agora! – Engula esse choro!

Normalmente, quando uma criança faz algo, ela sabe que será punida porque começa a chorar. Mas mesmo que não haja motivo para chorar, essa é a emoção que elas colocam pra fora. Eles têm todo o direito do mundo de expressar o que sentem. Ao dizer isso, você está programando lentamente seu filho para suprimir suas emoções.

Em vez disso, você deve dizer gentilmente: “Tudo bem chorar, docinho, não há problema em mostrar como você se sente. Mas isso não justifica o seu erro”. Abrace, e explique por que está errado e porque ele errou.

pais e filhos

“Você é inútil!”

Esta é possivelmente a pior coisa que você pode dizer a uma criança. Especialmente quando você é a pessoa e a figura mental que eles mais esperam receber aprovação.

Ao dizer isso, você está colocando seu filho em um patamar onde ele se sentira incapaz de sentira a necessidade de buscar a aprovação do mundo exterior. Em vez de ajudá-los a encontrar seu próprio valor interior, você os está deixando-o desacreditado em si mesmo, como se não houvesse uma saída para ele.

Há tantas coisas que você pode dizer em vez disso, como: “Você pode fazer melhor!”, “Ninguém é perfeito.”, “Não é o seu dia, você vai fazer melhor da próxima vez.”

“Filhos, não tenham medo!”

Em primeiro lugar, porque você está mentindo para seu filho. Você provavelmente está mais assustado do que eles durante esse processo de educação. Em segundo lugar, você os está forçando a rejeitar o que estão honestamente sentindo.

O medo não é um coisa ruim, ele nos lembra quando devemos ter cuidado. Você não deve fugir disso, mas enfrentá-lo, estar atento, aprender com ele. E a verdadeira coragem não é não ter medo, mas sim enfrentar o seu medo mesmo que esteja aterrorizado.

Em vez disso, diga ao seu filho: “Não há problema em ficar com medo, amigo. Todos nós temos medo às vezes. Mas sei que existe uma coragem dentro de você que o ajudará a fazer a coisa certa, mesmo que esteja com medo. Você é meu pequeno herói!”

“Estou desapontado com você!”

Os pais costumam dizer isso aos filhos quando eles já se sentem mal. Tentar torná-los responsáveis ​​por sua decepção é muito egoísta. Você pode se decepcionar com um amigo, pode se decepcionar com um filme ou até mesmo com a política de seu país.

filhos rebeldes

Todavia, não pode se decepcionar com seu filho. Você está lá para colocá-los no caminho certo. Então, quando eles fizerem algo errado, guie-os de volta. Sua decepção está em sua orientação, não em seu filho. Ensine a seu filho o que é errado e por quê.

Em vez disso, diga ao seu filho: “O que você fez é errado, na minha opinião. E acredito que você cometeu um erro. Mesmo se você escolheu fazer o que fez, posso garantir que perceberá que está errado depois que eu explicar. Eu sei que você pode fazer melhor! ”

“Você não é [algo] ou fez algo suficiente!”

Ao dizer isso aos seus filhos, você esta mostrando a eles uma imagem bastante restrita de si mesmos. Você está insinuando que há algo que falta para que façam o que amam ou sejam quem desejam ser. Mesmo que você não esteja dizendo que eles não são suficientes, você está programando sua mentalidade dessa forma.

Eles são o suficiente para serem eles mesmos. Eles sempre são. Uma árvore é suficiente para ser uma árvore, mesmo quando é apenas uma semente. Mas precisa crescer para se tornar o que é.

Em vez disso, diga ao seu filho: “Você é o suficiente para ser ou fazer o que ama. Mas às vezes todos nós precisamos treinar ou praticar algo antes, a fim de crescer e desenvolver.”

Considerações finais

Os pais podem determinar o sucesso de um filho, bem como a segurança e o modo que eles cresceram e viveram. Por isso, deixa eu te falar algo muito pessoal: cuidado como você fala com seu filho. Lembre-se você é o espelho dele e ele se espelhara em suas atitudes, comportamentos, falar e exemplos.

Um filho é um presente do Senhor, portanto em vez de reprimir, ame. Quando for corrigir, corrija com amor, veja, até mesmo DEUS quando nos corrige, use o ferro do amor para nos moldar.

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.


Deixe um comentário

error: Conteúdo Protegido!