Gastrite nervosa: sintomas o que pode e o que não pode comer?


A gastrite pode ter origem nervosa: neste caso é necessário compreender bem as verdadeiras causas e tentar remediá-las. Nesse sentido, recomendamos quais alimentos comer e quais evitar em caso de gastrite nervosa.

Tenho gastrite nervosa: o que posso comer? A dieta em caso de gastrite nervosa permite comer apenas alimentos que não irritem o estômago, ou seja, aqueles que não causem aumento das secreções ácidas gástricas.

Frutas

Em geral, elas contêm grandes quantidades de vitaminas, sais minerais, fibras e fotos substâncias úteis para a saúde do nosso corpo. Bem como são ricas em antocianinas e antioxidantes, mas tem todas podem ser consumidas por quem sofre de gastrite. Portanto, é necessário selecionar as menos acidas.

Geralmente, para quem sofre de gastrite nervosa e deseja combater o desconforto, recomenda-se: bananas, pêssegos, peras, uvas, kiwis, melão. A dose máxima por dia, é de duas frutas, podendo ser uma pela manhã e outra como lanche da tarde.

Hortaliças

Ricas em substâncias saudáveis tanto quanto as frutas, porém pobres de açúcares. Portanto, isso é um fator positivo e permite que elas sejam consumidas em abundância. A saber, as hortaliças são excelentes no controle dos sintomas da gastrite nervosa.

Isso porque, estabilizam e diminuem o excesso de acidez. Em geral, todos os vegetais são bem-vindos, exceto aqueles que provocam algum tipo sensibilidade individual. Portanto, evite aqueles que você não gosta ou que você sabe que são prejudiciais ao estômago. Alguns vegetais, são inapropriados para quem sofre de gastrite nervosa.

Gastrite Nervosa

Carnes e peixes

Geralmente são bem tolerados em caso de gastrite. Mas cuidado com os excessos, que ao invés disso causam um aumento da acidez no corpo. Prefira pequenas quantidades de carnes brancas, peixes azuis, laticínios com baixo teor de gordura. Em geral, tente substituí-los por proteínas de origem vegetal, ou seja, leguminosas e sementes.


Cereais

São adequados para “tamponar” a acidez provocada pela gastrite. Portanto, consumir uma boa porção de cereais com cada refeição, vai diminuir a acidez do estomago e acalmá-lo.

A saber, a aveia é excelente no café da manhã, e tem propriedades suficientes para exercer o papel de controle da acidez do estomago.

Bebidas

Elas são essenciais para manter o trato gastrointestinal limpo e fornecer fibras. Entretanto, a Água é a única bebida permitida em caso de gastrite. Café a base de cevada, enquanto bebida quente é permitido. Isso porque, a cevada é um cereal com inúmeras propriedades, no caso a bebida vai auxiliar no controle da acidez estomacal.

As demais bebidas, principalmente alcoólicas, acidas, refrigerantes, sucos industrializados, enfim, todos estão proibidas e não só pioram a situação, mas sendo ricas em açúcares, podem proporcionar o aumento de peso. Portanto, a melhor opção é a água ou os chás digestivos que ajudam muito para manter a saúde do estomago.

Gastrite: você sabe reconhecê-la?

A gastrite nervosa pode ser um sinal de alerta que não deve ser subestimada. É importante saber reconhecer os sintomas. Isso vale mesmo para os mais discretos, como dores nas costas.

Levante a mão se você nunca teve dor de estômago. Todos nós já sentimos queimação ou dor causada por má digestão. Bem como, sempre após certos alimentos ou em conjunto com um período em que não estávamos em boa forma e geralmente tudo termina com um dia ruim ou uma noite sem dormir.

Se, por outro lado, os sintomas se tornarem mais intensos e persistentes, vale a pena conversar com seu médico. Enquanto isso, vamos ver como reconhecer os sintomas da gastrite, mesmo os inesperados, como dores nas costas.


sintomas da gastrite

Gastrite, reconheça pelos sintomas

Podem ocorrer sintomas discretos, ou mesmo não imediatamente atribuíveis à própria gastrite. Bem como, muitas vezes diferentes de pessoa para pessoa. Todavia, geralmente aparecem juntos, mais de um ao mesmo tempo. Entretanto, algumas pessoas com gastrite grave não apresentam sintomas.

Podem se manifestar de forma aguda, portanto muito forte e por pouco tempo, ou crônicas, mas discretas. Quando se preocupar? Se e quando os sintomas reaparecem várias vezes por mês e aumentam de intensidade. Vamos ver quais são os sintomas mais comuns para reconhecer a gastrite:

  • Náusea ou dor de estômago recorrente
  • Dor abdominal e inchaço
  • Indigestão frequente e / ou vômitos
  • Azia entre as refeições ou à noite
  • Perda de apetite
  • Soluço
  • Bancos pretos
  • Dor nas costas: a dor se irradia para as costas, localizada na região dorsal.

Gastrite: além dos sintomas, o que é?

A gastrite é uma inflamação, com irritação e erosão da mucosa interna do estômago, em decorrência da produção excessiva de suco gástrico. Pode ter várias causas, incluindo abuso de álcool.

Bem como, vômito crônico ou induzido, uso excessivo de medicamentos sem gastroprotetor, ou seja, que não afetam a membrana mucosa do estômago, estresse e nervosismo.

Também pode ser devido à presença de uma bactéria, Helicobacter pylori, infecções virais. Outrossim, ser consequência de outras doenças, incluindo anemia perniciosa e doenças autoimunes. Bem como, problemas do trato biliar com refluxo biliar. Os respiradores artificiais podem causar irritação e gastrite.

Consideraçoes finais

Tente levar um estilo de vida saudável, faça refeições pequenas e frequentes e jante pelo menos duas horas antes de deitar-se. A dieta alimentar, ajuda a combater a gastrite nervosa.

Tenho gastrite nervosa: o que não posso comer ? Aqui está o “livro negro” com os alimentos que não se deve comer em caso de gastrite.

Você descobrirá que muitas vezes são exatamente os alimentos e as bebidas que consumimos para “nos alegrar” que prejudicam e ainda provocam a gastrite diante do estresse do dia a dia, por exemplo. Ou seja, começo me alimentar de forma errada, crio um círculo vicioso e sem me dar conta, vou destruindo meu estomago!

como tratar a gastrite

Bebidas proibidas

Chá, mesmo descafeinado, café, mesmo descafeinado, bebidas açucaradas, bebidas à base de cola, chocolate quente e álcool. Irrita excessivamente a mucosa gástrica.

Frutas – laranja, toranja, figos, frutas secas (contém sulfitos como conservantes, que são altamente irritantes para o estômago) aumentam a irritação.

  • Legumes – sucos de vegetais, pimentão, cebola, alho, tomate
  • Cereais – doces, produtos de padaria, snacks embalados.
  • Batatas fritas e alimentos fritos em geral
  • Comidas temperadas
  • Chocolate
  • Queijos gordurosos e leite integral

Tenho gastrite nervosa?

Para tentar entender se você sofre de gastrite nervosa, e quais podem ser as causas, vamos tentar nos fazer algumas perguntas:

Costumo reprimir minhas opiniões por medo de um confronto, rejeição ou uma discussão?

Posso reconhecer minha raiva ou estou acostumado a “engolir” agora e não presto mais atenção a ela?

Como rápido e mal, ansioso para a próxima reunião, por causa da tensão à mesa com os familiares?

Tento sempre sorrir a todo custo, mesmo que queira chorar ou gritar e nunca soltar (às vezes, um passeio sozinho é suficiente)?

Se você respondeu sim a todas elas, pare e pondere, é necessario ouvir a mensagem que sua gastrite nervosa está lhe enviando. Poderia ser o “fogo das emoções”!

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



Deixe um comentário

error: Conteúdo Protegido!