Bananinha caseira: direto da roça para a mesa, uma explosão de sabor

bananinha caseira
Compartilhe esse post:

O doce de bananinha caseira é bem tradicional no Brasil. A saber, em qualquer região do Brasil você vai encontrar esses pedaços de doce para vencer. Feito de pura banana e açúcar, ele é um sucesso na mesa do brasileiro. Principalmente nas festas juninas. Aliás como tudo que é feito da banana, o bananinha caseira, é um doce consumido em grande escala de norte a sul no Brasil. Mas o que será que ele tem de diferente para todos gostarem tanto? Exatamente nada, é um doce super simples, feito com três ingredientes que conserva o sabor tradicional da banana tal qual ela é. Um doce popular, vendido nas vendas e mercearias ou pela beira da estrada, que não tem uma origem ou uma história especifica.

Leia também >> Rosquinhas de bananas madura, nunca mais joguei fora

Leia também >> Doce de cortar de abóbora, receita simples, aprenda a fazer

Não existem relatos precisos na história sobre a origem do bananinha caseira. Algumas lendas sugerem que o doce era uma especialidade africana e que foram os escravos a introduzir a cultura no Brasil. Na verdade, com a grande quantidade de banana existente no país, quando elas amadureciam rapidamente, para não perder, eram jogadas na panela com açúcar e feito geleia. Depois com o avanço da modernidade, nasceu a bala de banana em goma. A saber, outra iguaria popular muito consumida entre crianças e adultos. A bala de banana nunca saiu de moda, surgem inúmeros tipos de balas anualmente, mas a de banana é um clássico que não pode faltar no armário das casas. Enfim, acredita-se que o bananinha caseira nasceu daí de uma geleia que não deu certo e que não chegou no ponto de bala e virou doce de cortar.

Doce bananinha caseira
Versão da receita sem chocolate em pó

Bananinha caseira

Independente da história, esse doce é bom demais, fácil de fazer, todos apreciam o sabor e nessa época do ano não pode faltar. Outrossim, muita gente tem ganhado seu sustento vendo doce de banana pelas ruas. Fazendo no capricho, usando sempre bananas bem maduras como era feito na época do Brasil Colonial, o sucesso é garantido. Bem como, independente da época do ano, o doce é vendido o ano inteiro, tem uma aceitação de 99% e tem mais, um pedaço do doce, é suficiente para dar energia para uma jornada inteira. Como falamos com frequência, a banana é uma fruta extraordinária, na sua categoria uma das mais completas que temos. Mesmo depois de sendo processada no fogo e transformada em doce, ela ainda conserva boa parte de suas propriedades.


Ingredientes

  • 6 bananas maduras;
  • 1 xícara (chá) de açúcar;
  • Uma colher (sopa) de chocolate em pó;
  • 1 colher (sopa) de suco de limão;
  • ¼ xícara (chá) de açúcar;

Preparo

Primeiramente, descasque as bananas e corte elas em rodelas. Em seguida, em um liquidificador coloque as bananas picadas e bata até virar um creme homogêneo. Posteriormente, transfira o creme de bananas liquidificado para uma panela. Por fim, adicione o açúcar, o chocolate em pó e o suco de limão. Então, leve ao fogo médio, sempre mexendo, não pode parar de mexer até chegar o ponto. A saber, o ponto dela é quando a mistura começa a ficar densa e começa a desgrudar do fundo da panela, tipo brigadeiro. Então, desligue o fogo e transfira o doce para uma assadeira untada com óleo, ainda quente, espalhe bem e reserve para esfriar.

Em seguida, reserve e deixe esfriar por aproximadamente 3h fora da geladeira. A essa altura é hora de cortar o doce, então, unte uma faca com óleo e corte da forma que desejar. Uma vez que for cortando, vai passando no açúcar cristalizado. Passar no açúcar é opcional, aqui em casa, por exemplo, eu não passo no açúcar. Geralmente é passado para aumentar o doce e decorar, mas fica muito doce e aumenta o valor calórico. Portanto, se puder evitar, melhor. Espero que tenham gostado, algumas amigas, cortam em cubos e depois embalam para o faça e venda. Saibam, que ele tem um bom retorno financeiro. Não é um doce caro e nem difícil de fazer, com excelente aceitação nas vendas.

Dicas adicionais

Para a realização dessa receita, o melhor tipo de banana é a banana prata. O Bananinha caseira fica com sabor mais intenso e a receita mais curada com essa espécie de banana. Isso vale também para fazer geleias e balas. A melhor espécie é a prata porque tem menos água na sua composição. A banana d’água demora mais para apurar e tem menos sabor em relação a banana prata. A receita dá certo do mesmo jeito, mas a consistência, o sabor e a qualidade, ficam um pouco diferentes. Por essa razão, aconselhamos usar a banana prata. Outra dica legal, é fazer pequenos pacotinhos com pedacinhos para dar de lembrança em festinhas tropicais, sucesso garantido!

Te convidamos a visitar nosso Instagram e nossa Página no Facebook… Se gostou, curta, compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.



error: Conteúdo Protegido!