Pages Navigation Menu

Portal de saúde e nutrição dedicado especialmente para aqueles que desejam emagrecer fazendo reeducação alimentar.

Como colocar em prática a reeducação alimentar

Muitas pessoas sempre estão atrás de dietas que podem ajudá-las a finalmente chegarem ao seu peso ideal. No entanto, as dietas da moda não costumam ser eficientes, porque além de você ter que comer muito menos do que está acostumada, no final das contas pode nem emagrecer o que foi prometido pela dieta.

Em outros casos, até se perdem alguns quilos, mas eles logo voltam depois que a dieta termina, até porque nem é indicado que elas se prolonguem demais. Por isso, cada vez mais, se fala dos benefícios da reeducação alimentar, um método mais saudável e menos sofrido para perder peso.

Mas afinal, como colocar em prática a reeducação alimentar? Para responder a essa dúvida confira os principais tópicos dessa forma mais equilibrada de perder peso e não deixar que os quilos perdidos voltem.

Reeducaçao-alimentar

Não pular refeições e comer a cada três horas

Pular refeições não é nada bom para quem deseja emagrecer, porque se isso acontece, as chances de você comer mais do que deveria na próxima refeição são grandes. É importante também manter o organismo ocupado, digerindo alimentos, assim, além das principais refeições do dia é possível fazer lanches nutritivos entre elas.

comer de 3 em 3 horas

Se você não tiver fome, não é preciso empurrar o lanche. Mas como a ideia da reeducação alimentar é reduzir as porções das refeições, com certeza, depois de três horas em média vai cair bem comer alguma coisa saudável. Algumas dicas são frutas, iogurte natural ou uma porção pequena de castanhas, nozes, amendoim ou frutas secas.

Comer com moderação, devagar e mastigar bem

A reeducação alimentar não corta nenhum tipo de alimento do cardápio, mas a palavra de ordem é moderação. Ou seja, tudo pode ser ingerido desde que seja sem excesso. Também devem ser priorizados os alimentos saudáveis, o que exige que os produtos industrializados sejam eliminados ao máximo.

dieta-garfo-principal

Comer devagar e mastigar bem os alimentos são outras dicas que ajudam muito. Isso porque dessa forma, se come menos e a comida é mais facilmente digerida, evitando problemas digestivos posteriormente. Além disso, sempre é bom apreciar o que é ingerido, pois oferece maior saciedade.

Preferir alimentos saudáveis e beber muita água

Além de dar preferência aos alimentos saudáveis, é necessário que todos os grupos alimentares estejam presentes nas refeições. Ou seja, é indicado que elas possuam quantidades equilibradas de fontes de proteína, preferencialmente magras, carboidratos, principalmente os complexos, e alimentos ricos em boas gorduras.

Beber muita água todos os dias, em torno de dois litros, é outra orientação da reeducação alimentar. Já que o nosso corpo possui uma grande parte de água, para manter o seu bom funcionamento é importante que o seu nível fique estável.

Chás também são bem vindos, assim como os sucos naturais e o café, que também devem ser consumidos com moderação.

Fazer atividades físicas e relaxar

Nem todo mundo gosta dos exercícios físicos, mas a verdade é que eles são muito importantes, não só para emagrecer como também para colocar a reeducação alimentar em prática.

Mas não é preciso ir à academia se você não gosta, sendo possível fazer caminhadas, corridas, andar de bicicleta e mesmo fazer aulas de dança, pular corda e subir e descer escadas. O essencial é que você escolha uma atividade prazerosa.

atividadefisica01

Além disso, é importante ter, no dia a dia, momentos relaxantes, para acalmar a mente. Isso é uma dica para evitar o estresse e a ansiedade, grandes aliados da compulsão alimentar, que mais do que levar ao ganho de peso, torna-se um problema emocional difícil de tratar.

Isso significa que quando a sua mente está bem, são maiores as chances de emagrecer e mesmo de manter o seu peso ideal.

Redatora Paula Cassandra Alves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: